quarta-feira, 24 de março de 2010

Presidente da Academia Ubaense de Letras já deixa saudades

Tive pouco tempo de convivência com o advogado e poeta, Dr. Manoel Brandão Teixeira. Eu o conheci durante alguns meses antes da minha posse na Aule, em maio do ano passado. Porém, foram muitos os momentos marcantes.


Na primeira reunião, quando fui convidada a assinar o primeiro termo, me comprometendo a participar da Academia, tive a certeza de tudo aquilo que já haviam me falado: seu Manoel era uma pessoa muito íntegra e que sabia reconhecer o valor de cada ser humano. Neste encontro com os demais neo-acadêmicos, ele nos deixou claro a necessidade do envolvimento de cada um de nós nos projetos da Aule. Em sua fala, percebíamos o entusiasmo daquele "menino-senhor" em levar adiante a cultura ubaense.


No dia da minha posse, ele me surpreendeu novamente com elogios e incentivo para que continue escrevendo e utilize os dons que Deus me presenteou em prol dos ideiais da Aule.


Os meses foram passando e tivemos a oportunidade de nos encontrar em vários outros eventos culturais do município. E naqueles em que não pude estar presente, por estar em sala de aula à noite, ou por outros compromissos, sempre ouvia depois o puxão de orelhas do senhor Manoel.


Ele era um defensor atento do Patrimônio Cultural do município. Não faltava a uma reunião do Conselho. Nem quando a saúde não ajudava como certa vez, quando ele ainda sofria dores em todo o corpo, em função de uma queda proveniente de um assalto sofrido em Ubá.


Uma das últimas vezes que tivemos a oportunidade de conversar foi durante a reunião de final de ano da Academia Ubaense de Letras. Ele estava muito empolgado com a publicação do livro com as obras dos acadêmicos e novamente me incentivou, dizendo que eu não poderia ficar de fora daquela publicação. E assim o fiz.Um pedido do senhor Manoel era uma ordem para todos nós acadêmicos.


Nesta segunda, dia 22 de março, fui surpreendida com a notícia de seu passamento. O seu fiel escudeiro, o secretário da Aule, Antonio Carlos Estevam, se imcubiu de nos avisar.


Menos de um ano de convivência, mas aprendi muito com ele. E queria aprender mais. Fica o compromisso de ler suas obras, seus poemas maravilhosos que nos emocionam. E a certeza de que as atividades da Academia Ubaense de Letras precisam continuar.

5 comentários:

Estevam disse...

Nobre acadêmica da AULE, jornalista Taís Alves:
Ao cumprimentá-la pela excelência da homenagem ao presidente Manoel Brandão, agradeço a referência elogiosa a este humilde confrade. E informo que tomei a liberdade de, à guisa de mais divulgação, mormente aos membros da AULE, fazer copiar/colar do seu trabalho - sob o título Presidente da Academia Ubaense de Letras já deixa saudades" - para o BLOG DO ESTEVAM - http://blogdoestevam.blogspot.com/

Saudações acadêmicas.
Estevam

Taís Alves disse...

Ficarei muito honrada em estar presente com o simples texto em seu blog. Obrigada

Anônimo disse...

Prezada Acadêmica Tais Alves

No dia 16/11/2010 será realizada no CVT UBA a palestra Guimarães Rosa: Vida e Obra proferida pelo acadêmico José Dias Lara. O CVT UBA fica na Av Cristiano Roças, 163
Gostariamos de contar com a presença dos membros da AUL.

obrigado.

Célio Tavares
Presidente da Academia Divinopolitana de Letras.
www.adletras.com.br

Anônimo disse...

Prezada acadêmica Tais Alves

No dia 16/11/2010 será realizada no CVT UBÁ a palestra Guimarães Rosa: Vida e Obra proferida pelo acadêmico José Dias Lara. O CVT UBÁ fica na av Cristiano Roças, 163
Gostariamos de contar com a presença dos membros da AUL.

obrigado.

Célio Tavares
Presidente da Academia Divinopolitana de Letras.
www.adletras.com.br

Taís Alves disse...

Caro Célio,agradecemos imensamente o convite. Já o encaminhei à nossa presidente para repassá-lo aos demais. abraço
Taís Alves